Se você achou este artigo pelo Google, certamente está interessado(a) em conhecer o Cânion Pedras Brancas, localizado em Três Forquilhas/RS. É um lugar fantástico, a seguir vamos lhe falar algumas informações e detalhes para você realizar esta trip.

Informações do Cânion Pedras Brancas

Antes de você consumir este conteúdo de valor e começar a planejar a sua aventura para este destino, siga a gente no Instagram para ficar por dentro de outros destinos incríveis no RS! Clique abaixo

Bom, vamos lá! Este lugar ainda não é popularmente conhecido, nem explorado, no Rio Grande o Sul. E o motivo é bastante óbvio: ele é de difícil acesso.

Quando falamos difícil acesso, é perante a população em geral e não aos ricos, pois para chegar nele, de carro, basta ter um 4×4, ou uma moto.

Tirando este fato, ele é de difícil acesso. E uma das formas de você chegar lá, é na pernada, caso você não tenha esses recursos que falamos acima.

O Cânion Peras Brancas é um lugar selvagem, isto é, não possui nenhuma infraestrutura, muito menos postes com luz elétrica, disponíveis para uso. Não há área de estacionamento, não há placas, não há banheiros, não há lixeiras, não há contenções de segurança.

 

VOCÊ GOSTARIA DE SER UM EXPERT EM TRILHAS?

TRILHAS: no Iniciante ao Expert

Você está a apenas UM PASSO de ter em mãos um  material digital que irá pegar na sua mão e te transformar em um especialista em trilhas, mesmo se você é iniciante ou já é um trilheiro.

 

 

Portanto, é um lugar muito legal para a prática de Trekking.

Imagino que você já saiba o que é Trekking, correto? Bem, maravilha! então você está lendo o post certo.

Cânion Pedras Brancas

Qual caminho escolher para ir ao Cânion Pedras Brancas

Há diversas rotas de trekking para você chegar até este cânion:

 

1 – via Trilha dos Barreiros: É um percurso subindo pela rota do sol, passando pelo município de Itati e Três Forquilhas. Deixando o carro no fim da estrada, ou perto, o seu trekking dará cerca de 22km, ida e volta.

2 – via Cânion Tajuvas: É, sem dúvida, a rota mais convencional, para quem faz trekking até o Cânion Pedras Brancas. Possui uma quilometragem não tão absurda e claro, você já visita dois cânions em uma única vez. Se você nem sabe onde fica o Cânion Tajuvas, é basicamente em Morrinhos do Sul/RS, a subida pela Trilha dos Tropeiros, no quintal da Pousada do Padre.

3 – via Estrada o Josafaz: É uma outra possibilidade, porém há ressalvas. O percurso inicia na rota do sol e é 100% em estrada de areia e pedras, o que aparentemente é mais fácil que uma trilha em mata irregular, não é? Mas, o trajeto é muito maior. São cerca de 30km ida e 30km volta, o que inviabiliza ser feito um trekking por este percurso. É nesta estrada que os Jipeiros e a galera de moto sobem até o Cânion Pedras Brancas e/ou Cânion Josafaz.

4 – via Silveirão ou Roça da Estância: são rotas que iniciam próximos a Mampituba/RS e saem no Cânion Josafaz, e claro, aí você precisa caminhar até o Pedras Brancas. Mas não são caminhos fáceis, tampouco muito usados pela galera aventureira.

O caminho que você escolher acima é indiferente, ele será puxado da mesma forma. Nenhum caminho é mágico, você terá que ascender cerca de 800m e altímetria para chegar até o Cânion Pedras Brancas, e a quilometragem total será entre 20 e 25km, com 5-6 horas por trecho.

Portanto, prepara-se para uma aventura de respeito e para pernoitar no Cânion.

Onde acampar por lá?

Quando você chegar no Cânion Pedras Brancas, talvez queira logo largar a sua cargueira no chão, relaxar, e montar acampamento, mas calma! Primeiro você precisa buscar um ponto adequado para montar a sua barraca.

Há uma cerca no lado direito, com uma porteira. Você passa por ela e terá um caminho no chão, uma trilha, com pneus de moto. Você segue a trilha até a cabeceira da cachoeira menor.

Haverá uma pedra incrível para você bater fotos, mas em frente a ela não há espaço para acampar, nem terreno. Então passe pelo riacho e por baixo a outra cerca mais a frente.

Haverá um poste alto e com uma colina. Ali é um lugar perfeito para você pernoitar.

  • É plano (mais ou menosss)
  • É limpo
  • Tem uma visão incrível do cânion
  • Possui riacho a 20 metros, o que é ótimo para pegar água e lavar objetos.
  • Fica de frente para o sol, de manhã.
Cânion Pedras Brancas

O local é público ou privado?

As terras onde fica o Cânion Pedras Brancas são de propriedade privada, como toda terra que há neste mundo, nos dias de hoje.

No entanto, não há capataz, nem o proprietário da fazendo por lá. Há algumas vacas pastando, mas elas não vão te fazer mal (eu acho).

Então o acesso ao cânion é livre e sem custos, por enquanto.

VALE A PENA MESMO?

Muitooooooooo! É um cânion lindíssimo (as foto mostram né), e como falamos antes, muito selvagem e inexplorado, perante a outros cânions o RS.

Acredito que não será turístico pelos próximos anos, pois depende de agências para levar pessoas lá ou o próprio dono a propriedade, resolver empreender.

Se você curte trekking ou está começando a pesquisar para iniciar nesta prática, vale demais você treinar indo até este cânion.

Se vocês tiverem 3 dias ou um feriadão, eu recomendo mais ainda. Quando você está lá encima, não quer mais ir embora de tão agradável e impressionante que é o lugar.

 

Aliás, esqueci e mencionar antes! Lá possui uma cachoeira, que corre por dentro do vale e cai no cânion, e ela possui cerca de 60 metros. Ela não é a Cascata da Pedra Branca, apesar de estar ali no cânion que dá o mesmo nome. Todavia, ela é o mesmo fluxo de água que vai para a Cascata a Pedra Branca, a Oficial.

Cânion Pedras Brancas

COMO É A TRILHA?

DEPENDE da rota que você vai escolher, como citamos acima.

A rota 01 e 02 são ótimas opções, e ambas são trilhas no meio da mata, por cerca de 3-4 horas, e o restante será em campo.

A Trilha os Barreiros, como o próprio nome diz, é e puro barro! e de subida neste barro, então você precisa ser bom no equilíbrio para não cair, mas a viagem, é que o percurso é lindo por cima dos campos. Você passa por  vaquinhas, muitas araucárias, potreiros, e terrenos planos, que parecem gramas plantadas.

 

A Trilha dos Tropeiros (tajuvas), é de subida também, e depois percorre campos, com vaquinhas, galpões abandonados, pedras, visuais amplos do litoral.

Independente da rota escolhia, estude previamente o percurso por Google Maps ou Wikiloc.

Cânion Pedras Brancas

localização

Precisa de um caminho para estudar a rota? veja o nosso!

Powered by Wikiloc
Cânion Pedras Brancas

Este caminho foi a rota 01, via Barreiros. 

 

Ficaste com alguma dúvida? Mande mensagem pra gente, vamos te ajudar com mais dicas.

No mais, espero que  tenham curtido as informações!

QUEM SOMOS

Somos a VIVA!  uma agência de viagens localizada em Porto Alegre/RS  e  as nossas trips são focadas em trilhas e cachoeiras, o que chamamos hoje de ecoturismo ou turismo de aventura.  Os nossos roteiros são exclusivos e para lugares em que poucas pessoas conhecem. O nosso diferencial também é formar grupos pequenos, para você além de conhecer um lindo lugar, também interagir com os outros passageiros e fazer novos amigos.  Explore novos horizontes e na dúvida, VIVA o hoje.

Um acampamento selvagem nada mais é que você acampar em algum lugar sem estrutura nenhuma, isto é, sem banheiro, sem cozinha compartilhada, sem segurança, sem chuveiro, sem café da manhã, sem postes de luzes e tomadas.

Se você nunca fez, vamos lhe passar algumas Dicas para seu acampamento selvagem!

1 - Escolha bem o local

Essa dica vale ouro, por que o local onde você vai armar a sua barraca interfere em vários fatores. Busque locais planos, sem pedras e raízes de árvores, locais que sejam abrigados do vento e também que não acumule água caso chover.

2 - Tenha espeques extras e extensores

Já passei por momentos que de uma hora para a outra, começa uma tempestade ou ventos que vão fazer envergar as varetas de sua barraca. São momentos que não dá pra prever, então é muito importante a sua barra ter extensores (cordinhas que vão auxiliar na estabilidade da sua barraca) e também espques extras para fixação. Ventos são muito comuns quando se acampa em lugares altos, como uma montanha ou cânion.

3 - Apague sua fogueira

Muito comum em um acampamento selvagem é se fazer fogueira, por muitos motivos: se esquentar, fazer algum alimento ou até mesmo por hobbie, por que fica lindo mesmo !!

 

Você pode sim fazer fogueira, desde que apague as brasas na hora de dormir ou ir embora do seu local. Não corra o risco de ser o responsável por um incêndio florestal.

 

VOCÊ GOSTARIA DE SER UM EXPERT EM TRILHAS?

TRILHAS: no Iniciante ao Expert

Você está a apenas UM PASSO de ter em mãos um  material digital que irá pegar na sua mão e te transformar em um especialista em trilhas, mesmo se você é iniciante ou já é um trilheiro.

4 - Leve seu lixo

Você gostaria achar um local massa para acampar e lá estar uma latinha de cerveja ou lixos no chão? Aposto que não!, é de se indignar quando achamos lixo por aí, então não faça o mesmo. Leve todo o lixo com você quando for levantar o seu  acampamento selvagem, pense no meio ambiente e pensa no próximo trilheiro que vai acampar no mesmo lugar.

5 - Tenha equipamentos adequados

Talvez essa frase fique muito vaga, mas nada mais é que você ter uma barraca boa, que seja principalmente à prova d’água, ter lanterna, repelente, saco de dormir, isolante térmico, capa de chuva para você e sua mochila, uma mochila de 50 litros ou mais.

Se você quer acampar em um local sem infraestrutura, você precisa de certos equipamentos e experiência para que tudo ocorra bem.

6 - Saia da trilha

Não sei quanto ao seu grau de experiência, mas é primordial que você não acampe no meio da trilha, outras pessoas podem passar por você, seja elas boas, seja elas pessoas ruins.

Prefira locais mais escondidos, a pelo menos 300 metros da trilha principal. Assim você evita problemas com assalto ou coisas piores.

7 - Busque um local com água

O ponto ideal para você acampar é onde possui alguma vertente de água, isso por que você precisara de água para cozinhar seus alimentos, lavar eles e até beber, se precisar. Então escolha locais com água para facilitar sua vida.

Cuidado: nunca beba água direto da vertente, seja ela com uma cara de limpa. Animais podem ter morrido a alguns metros antes de você estar vendo essa água. Já ouvi relatos de pessoas que beberam e ficaram com sérios problemas no estômago alguns dias posteriores a esse consumo.

Solução: Ferva a água antes de beber ou cozinhar alimentos e se possível, utilize Clorin para a purificação da água. Pegue da vertente, ponha 1 pastilha de Clorin e deixe agir por no mínimo 45 minutos.

Se você nunca fez um acampamento selvagem, eu recomendo que faça! É incrível a sensação de dormir em um local desconhecido e sem estrutura, você se sentirá num filme americano de viagens.

Não sou contra campings, mas eu costumo fazer ambos. É bom um banho quente e uma tomada ao lado da barraca, mas é ótimo não ter nada disso e você ter um milhão de estrelas e somente mato ao seu redor.