Se você achou este artigo pelo Google, certamente está interessado(a) em conhecer a Cascata Véu de Noiva, localizada em Gramado/RS. É um lugar fantástico. A seguir vamos lhe falar algumas informações e detalhes para você realizar esta trip.

Informações da Cascata Véu de Noiva, em Gramado/RS

Antes de você consumir este conteúdo de valor e começar a planejar a sua aventura para este destino, siga a gente no Instagram para ficar por dentro de outros destinos incríveis no RS! Clique abaixo

Bom, vamos lá! A cidade de Gramado é muito conhecida por seu turismo. Quem gosta de Natal, de Páscoa, de chocolate, de frio, certamente já passou alguns dias nesta cidade charmosa ou pretende visitá-la em breve. Mas, o que temos pra te contar aqui é que além de todos estes encantos, você ainda pode incluir uma cascata no seu roteiro.

cascata véu de noiva

A boa notícia é que esta beleza natural está localizada bem próxima do centro da cidade. Portanto, você não vai precisar separar muito tempo para conhecê-la. Além disso, não é necessário fazer nenhum trilha para chegar na cascata.

Do centro da cidade, se você estiver de carro, levará no máximo 3 minutos para chegar no cascata. É possível estacionar na rua, bem em frente ao acesso da cascata, onde também existe uma pequena praça, com bancos para sentar e relaxar um pouquinho.

cascata véu de noiva

Você verá uma entrada entre as árvores. Basta seguir o caminho, que não passa de 10 metros.

A Cascata Véu de Noiva tem aproximadamente 21 metros e é surpreende encontrá-la, principalmente tão próxima ao centro da cidade.

Mas, infelizmente, ela não recebe os cuidados que merece. Você vai encontrar bastante lixo na área e provavelmente, sentirá um cheiro ruim bem forte. A água é totalmente poluída.

Sentimos um misto de sensações ao conhecê-la. Ficamos surpresos e animados com a sua existência, porém tristes e decepcionados com o abandono e descuido do local.

Esperamos que a cidade possa mudar sua visão em relação aos atrativos naturais que possui e com isso, possa cuidar, preservar e quem sabe até investir turisticamente nesse local.

 

cascata véu de noiva

O local é público ou privado?

A Cascata Véu de Noiva é um local público, sendo um atrativo turístico do município de Gramado. Por isso, ajude a preservar! Se quiser maiores informações, pode entrar em contato com a prefeitura AQUI

Quanto custa para acessar a cascata véu de noiva?

Como mencionamos anteriormente, o acesso é livre. Não há cobrança de nenhum valor para acesso a Cascata Véu de Noiva, em Gramado.

Como não é preciso desembolsar valores para o acesso, acaba sendo uma boa opção para incluir no seu roteiro, podendo render boas fotos. Não esqueça que não há infraestrutura e que para o local manter-se preservado é preciso que todos os visitantes colaborem e respeitem a natureza. Não deixe lixos!

localização da cascata véu de noiva

VOCÊ GOSTARIA DE SER UM EXPERT EM TRILHAS?

TRILHAS: no Iniciante ao Expert

Você está a apenas UM PASSO de ter em mãos um  material digital que irá pegar na sua mão e te transformar em um especialista em trilhas, mesmo se você é iniciante ou já é um trilheiro.

QUEM SOMOS

Somos a VIVA!  uma agência de viagens localizada em Porto Alegre/RS  e  as nossas trips são focadas em trilhas e cachoeiras, o que chamamos hoje de ecoturismo ou turismo de aventura.  Os nossos roteiros são exclusivos e para lugares em que poucas pessoas conhecem. O nosso diferencial também é formar grupos pequenos, para você além de conhecer um lindo lugar, também interagir com os outros passageiros e fazer novos amigos.  Explore novos horizontes e na dúvida, VIVA o hoje.

O Ecoturismo cresce a cada ano no Brasil, isso por que o nosso país possui imenso potencial devido às nossas belezas naturais, como trilhas, cachoeiras, cânions, mirantes, diversidade de flora e fauna.

Ecoturismo ou turismo ecológico é o segmento da atividade turística que utiliza o meio ambiente como forma de atrativo turístico,  promovendo a conscientização de preservação e bem-estar.

 

VOCÊ GOSTARIA DE SER UM EXPERT EM TRILHAS?

TRILHAS: no Iniciante ao Expert

Você está a apenas UM PASSO de ter em mãos um  material digital que irá pegar na sua mão e te transformar em um especialista em trilhas, mesmo se você é iniciante ou já é um trilheiro.

 

 

Este ramo é também chamado turismo de aventura, pois realizar  trilhas são também consideradas uma modalidade de esporte.

A conscientização e instinto de preservação do meio ambiente são questões obrigatórias para quem ama viajar e também ama estar em meio à natureza. O turismo responsável tem grande importância sócio-ambiental, econômica e cultural. A seguir iremos te orientar com alguns cuidados e práticas para quem pratica ecoturismo.

cuide das trilhas e da natureza

  • Se você está indo a um lugar que possua trilhas já pré-definidas, o ideal é que você use-as ao invés de abrir novos caminhos. Há muita gente que tem o intuito de pegar o seu facão e criar diferentes rotas dentro da mata, mas que levam ao mesmo destino. Isso é muito prejudicial, pois você está de certa forma desmatando, atrapalhando o fluxo de animais silvestres e além disso, contribuindo para futuros trilheiros se perderem. Um exemplo disso, é as trilhas em Santa Catarina, muitas delas há bifurcações, tornando o caminho complexo para quem não pratica muito essa atividade.

 

  • Outra sugestão é você postar um facão quando estiver realizando uma trilha que não é muito convencional ou famosa. Isso por que se não há muito o fluxo de pessoas, a mata tende a tomar o  caminho e fechar a trilha. Conforme falamos acima, não é para você abrir um novo percurso, e sim manter o que já existe limpo. Assim você se ajuda, cortando galhos e plantas (na trilha) que podem te ferir ou até mesmo rasgar parte da sua vestimenta e também pensar no próximo trilheiro que estará passando pelo mesmo local futuramente.

Leve seu lixo consigo

A um tempo atrás, me falaram que eu deveria, como influenciador, dizer às pessoas para levarem seu lixo das trilhas, mas eu rebati, dizendo que de tão óbvio que isso era, que eu não precisava ficar dizendo. A questão é que o óbvio, sempre deve ser dito.

Com isso, lhe falo: LEVE SEMPRE O SEU LIXO EMBORA CONSIGO!

É comum todos nós levarmos alimentos para as trilhas e sobrar as embalagens, ou garrafa pet, ou saquinhos plásticos, mas é fundamental que você nunca descarte esses  resíduos na natureza, nem mesmo enterre.

Infelizmente, com frequência eu localizo lixos em trilhas, e isso me deixa extremamente triste, pois diferente da área urbana, em que há Garis ou caminhões de lixo, nas trilhas não há absolutamente ninguém que irá lá para fazer a limpeza do lugar, então por que as pessoas deixam lá?

Mesmo se houver lixeiras por perto, é recomendável que você traga de volta. Você não sabe se aquele lixo é frequentemente recolhido, muitas vezes alguém criou uma lixeira, mas não é esvaziada com frequência.

Existe uma parcela de pessoas que levam cervejas para os ambientes naturais, por incrível que pareça, essas são as pessoas que deixam lixo. Não é preconceito, nem esteriótipo, mas eu encontro muitas latinhas em meio às trilhas.

leve somente fotos e experiências

É muito comum ver pessoas querendo tirar algumas coisas da natureza, como: pedras, conchas, flores e plantas.

As plantas e flores, tem seu ciclo se vida e muitas vezes, são auto-suficientes, as pedras são marco da região, mesmo se parecem bonitinhas ou preciosas.

“Deixe somente pegadas, leve nada mais que experiências, fotos e boas energias.”

Evite fazer fogueiras

Sim, fogueiras são legais quando o assunto é acampamento, isso por que tem toda uma “vibe” e uma cultura, que combinam muito bem com marshmallow, vinho, violão e conversas aleatórias, mas também há alguns impactos, se não for bem planejado.

Fogueiras matam o solo, geram fumaça, deixam o visual alterado, além de muitas vezes causar incêndios florestais.

Para refeições, hoje existe tecnologia propícia e barata para isso: Fogareiro!

Custam relativamente barato pelo tempo de vida útil, são leves, portáteis, pequenos e quebram um ótimo galho. Além disso , o fogo concentrado de um fogareiro, irá preparar a sua refeição muito mais rápido que uma fogueira, que dispersa calor e a chama é variável.

Agora se você quer mesmo acender uma fogueira, seja por estética, ou cozinhar algum alimento, olhe bem o local onde você irá fazer, limpe o terreno previamente, faça apenas onde seja permitido e lembre-se, antes de ir embora, limpe o lugar e tenha certeza que as brasas estão 100% apagadas.

ANIMAIS SILVESTRES

Quando se faz uma trilha, você está sujeito a encontrar animais silvestres. Jamais maltrate um animal e jamais alimente esses aniamis, isso por que eles já estão acostumados de alimentarem-se com coisas que há na natureza. Você alimentando-o, ele poderá ficar acostumado com sua comida e isso irá causar uma grande mudança no sistema do mesmo.

Em meio à natureza, é muito comum encontrar animais peçonhentos, como cobras, lagartos e escorpiões. Também é extremamente comum aranhas, seja nas teias, de maneira aérea, seja no chão. Então tome sempre muito cuidado.

É muito recomendável que você use perneiras de couro, para evitar possível picadas de cobras, isso pode estragar com o seu passeio e causar sérios problemas, mas caso isso um dia ocorra, dirija-se imediatamente a um hospital da região (tem-se em média 2 a 3 horas para piorar o caso do veneno).

Caso você bata de frente com um animal, nunca mate-o ou machuque-o, saiba que é você que está invadindo o habitat dele.

PRESERVE E PENSE NO PRÓXIMO

Esses foram alguns apontamentos e dicas que são essenciais para você que ama o ecoturismo, estar em ambientes naturais, como trilhas e cachoeiras, possuem diversos benefícios, mas requer ter o conhecimento desses conceitos básicos.

Como disse no início do artigo,  o ecoturismo cresce a cada ano, em média 15 a 25%, isto significa, que cada vez mais as pessoas irão buscar explorar lugares na natureza e dependendo como é a consciência e resposabilidade desse turista, isso pode preservar ou danificar o ambiente natural.

Seja você o exemplo, faça a sua parte, preserva, cuide, divulgue com moderação, mas não esqueça que para que o atrativo natural, seja trilha, seja cachoeira, continue um lugar legal, todos nós devemos cuidar e pensar no próximo.

Se você achou este artigo pelo Google, certamente está interessado(a) em conhecer o Cachoeirão do Rio das Antas, localizado em Nova Roma do Sul/RS. É um lugar fantástico! A seguir vamos lhe falar algumas informações e detalhes para você realizar esta trip.

Informações do CACHOEIRÃO DO RIO DAS ANTAS, em Nova Roma do Sul/RS

Antes de você consumir este conteúdo de valor e começar a planejar a sua aventura para este destino, siga a gente no Instagram para ficar por dentro de outros destinos incríveis no RS! Clique abaixo

Bom, vamos lá! O cachoeirão é uma área de aproximadamente 200m de extensão e está situado em um ponto específico do Rio das Antas, onde ocorre o encontro de algumas corredeiras entre diversas formações rochosas presentes no rio, formando pequenas quedas de água.

A força da correnteza da água do rio faz com que esta paisagem seja extremamente imponente. E justamente por isso, não é um lugar recomendado para tomar banho. No local existem algumas placas alertando sobre o perigo.

Aliás, o volume de água no Rio das Antas é tão grande que próximo ao Cachoeirão (aproximadamente 5 km) há uma usina hidrelétrica: a Usina Castro Alves.

Mas, caso você realmente faça questão de tomar um banho, recomendamos costear o rio até um ponto mais distante das quedas, onde não há tanta correnteza e o volume de água é menor.

Uma dica é sentar em algumas das rochas e colocar os pés dentro da água, aproveitar o silencio do local, respirar um ar puro e se der sorte, contemplar as borboletas que visitam o local.

 

É bem provável que você também encontre uma galera chegando no local pra descer o rio fazendo rafting, afinal a cidade de Nova Roma do Sul possui empresas e parques de aventuras, sendo bem conhecida e procurada pelos amantes de esportes radicais.

cachoeirão

O LOCAL É PÚBLICO OU PRIVADO?

O cachoeirão é aberto ao público. Inclusive, é bem possível que você encontre pessoas, moradores locais, fazendo churrasco nas áreas próximas e até mesmo pescando.

 

O acesso ao Cachoeirão pode se dar por dois caminhos: por Nova Roma do Sul ou por Nova Pádua, municípios separados pelo Rio das Antas.

Caso você esteja em Nova Roma do Sul, é bem tranquilo chegar ao Cachoeirão, até porque você encontrará algumas placas informativas pela cidade.

Basicamente, partindo da Ponte de Ferro do Rio das Antas, você seguirá pela RS 448. Depois, você encontrará uma estrada de chão, em boas condições caso não esteja chovendo. De carro é possível chegar muito próximo do Cachoeirão.

Agora, se você estiver pela região de Nova Pádua, será necessário pegar a balsa para atravessar o rio.

cachoeirão

VOCÊ GOSTARIA DE SER UM EXPERT EM TRILHAS?

TRILHAS: no Iniciante ao Expert

Você está a apenas UM PASSO de ter em mãos um  material digital que irá pegar na sua mão e te transformar em um especialista em trilhas, mesmo se você é iniciante ou já é um trilheiro.

quanto custa?

O Cachoeirão é um atrativo turístico do município e por conta disso, o acesso é livre/público, não precisando ser pago nenhuma valor para visitação.

Com isso, o local também não possui infraestrutura, como banheiros, bar, cordas, etc.

Este artigo foi útil para você?

Se você é um apaixonado por natureza e reside no Rio Grande do Sul, não perca tempo e Segue a gente no Instagram @vivalastrips!

QUEM SOMOS

Somos a VIVA!  uma agência de viagens localizada em Porto Alegre/RS  e  as nossas trips são focadas em trilhas e cachoeiras, o que chamamos hoje de ecoturismo ou turismo de aventura.  Os nossos roteiros são exclusivos e para lugares em que poucas pessoas conhecem. O nosso diferencial também é formar grupos pequenos, para você além de conhecer um lindo lugar, também interagir com os outros passageiros e fazer novos amigos.  Explore novos horizontes e na dúvida, VIVA o hoje.